Como entrevistar uma pessoa candidata a uma vaga de trabalho e acertar na escolha?

Atualizado: 10 de Set de 2020



Contratar um talento merece toda a nossa atenção, afinal de contas, o investimento tem que valer a pena. Quer dizer, uma pessoa é contratada para fazer diferença, ajudando de verdade a empresa a crescer.


Porém, para garantir que isto aconteça, uma coisa que você não deve abrir mão é de um excelente processo de recrutamento e seleção.


E já que a entrevista é uma das etapas mais importantes deste processo, sempre surge a dúvida: como entrevistar uma pessoa candidata a uma vaga de trabalho e acertar na escolha?


Pensando nisto, selecionamos o passo a passo de como realizar uma entrevista para quem está dedicando-se a contratar o talento certo!


1: Planeje o processo seletivo


Pode até não parecer, mas o planejamento da seleção tem uma forte conexão com a entrevista. É neste momento que são definidas as seguintes questões que vão refletir em todo o processo, inclusive na entrevista. Veja!


Job description


É comum que as pessoas considerem a job description como uma simples descrição da vaga. Na realidade, ela vai bem além disso e requer objetividade e autenticidade da empresa que deseja contratar uma pessoa diferenciada. Deste modo:

  • Crie um título que comunique a função e não as tarefas;

  • Preze pela simplicidade e objetividade, sem deixar de ser interessante;

  • Use palavras chave, ou seja, aquelas que candidatos ou candidatas que você deseja vão usar na hora de buscar vagas na internet;

  • Pense com cuidado na missão da vaga - é a partir dela que você vai poder definir de forma certeira todo o desdobramento;

  • Vá além das questões técnicas, requisitos mínimos, tarefas e responsabilidades e fale, ainda que de forma resumida, sobre a cultura da empresa e o que se espera de comportamento da pessoa candidata;

  • E não esqueça de divulgar o regime de contratação, o local de trabalho e a remuneração. Ofertas que têm todas as condições contratuais divulgadas têm melhor engajamento.


Funil de recrutamento e seleção


Também chamado de pipeline de recrutamento e seleção, é nada mais que um desenho das fases do processo seletivo. Ele vai desde a candidatura das pessoas até o fechamento da vaga e define como cada uma passará por elas.


Um funil de recrutamento e seleção te ajudará e muito na gestão da vaga e, ao final, na geração de indicadores importantes, que te auxiliarão a entender sua performance e a fazer melhorias contínuas. Aqui na SeniorUp, usamos, geralmente, este:

  • Recrutamento e atração - quando as potenciais pessoas candidatas conhecem a oferta. Aqui, vale definir a estratégia a ser adotada - mais ativa ou passiva? Onde estão as pessoas procuradas e quais canais usar para chegar a elas?

  • Conversão ou candidatura - quando a candidatura é feita. Deve se pensar em tudo, inclusive, nas perguntas do formulário de inscrição (isto pode atrair ou afastar as pessoas interessadas).

  • Triagem - quando avaliamos, com base em critérios objetivos, quem seguirá ou não na seleção. Não adianta ser muito flexível e admitir na seleção pessoas que logo mais serão desclassificadas, ou exigente demais e perder boas oportunidades.

  • Avaliação técnica - quanto avaliamos o nível das competências técnicas de cada pessoa candidata. De forma semelhante à triagem, é preciso saber calibrar para não incorrer no mesmo equívoco da maioria das empresas e aplicar rigor demais ou insuficiente nas avaliações.

  • Avaliação comportamental e cultural - quando mensuramos se as tendências comportamentais e valores pessoais combinam com o jeito de ser da empresa e com o exigido pela vaga. E nem precisa dizer o quanto este tópico tem grande importância, não é?

  • Entrevista final e/ou oferta - quando a pessoa candidata é convidada para a última conversa antes da contratação e/ou recebe o tão esperado "sim"!

  • Feedbacks - pensou que este item ficaria de fora? Não, não… as empresas que têm fama de não dar retorno às pessoas candidatadas terão a cada dia mais dificuldade para atrair talentos. O oposto também é uma verdade. Então, capriche na redação dos e-mails!


2: Organize a entrevista de trabalho


Agora que você já sabe como planejar a seleção - e já entendeu o tamanho da influência que esta fase tem no momento do bate-papo com a pessoa candidata -, vamos ver como organizar a entrevista?


Antes de entrar neste assunto, precisamos dizer que você deve escolher qual dos tipos de entrevista é a mais apropriada para a sua empresa e para a posição em aberto...


Os principais tipos de entrevista de emprego

  • Técnica - quando o objetivo é medir a competência técnica da pessoa avaliada;

  • Comportamental ou por competências - quando o que se quer é predizer o comportamento da pessoa candidata por meio de perguntas que remetam a situações já vividas;

  • Estudo de caso - quando a finalidade é analisar a forma que a pessoa avaliada reage a uma situação hipotética;