Gestão de equipes multigeracionais: 5 passos simples




Você sabia que os dias em que pessoas com mais de 50 anos cediam seus lugares às gerações de profissionais mais jovens têm ficado no passado? Nos últimos anos, os baby boomers, nascidos entre 1945 e 1960, estão adiando suas saídas do mercado e trabalhando em equipes multigeracionais.


Este fenômeno está ligado ao aumento da expectativa de vida e à redução da mortalidade infantil conquistados com os avanços da medicina e da tecnologia, bem como à queda constante das taxas de natalidade. Por isso, em breve, o número de idosos será igual ao de crianças de 0 a 14 anos.


Porém, se alguns sêniores continuam ativos por necessidade, outros seguem trabalhando, simplesmente, por... prazer! Isto mesmo! Em todo caso, eles quebram as expectativas sociais ao desassociarem a velhice da inatividade e da morte.


E mais! Os baby boomers já compartilham o ambiente de trabalho com, ao menos, três gerações! 😮 Os nascidos entre 1961 e 1980 (geração X), os nascidos entre 1981 e 1995 (geração Y ou millennials) e os nascidos depois de 1995 (geração Z).


O que isto significa? Que os profissionais de RH e as lideranças devem estar preparados para gerir e explorar todo potencial de uma força de trabalho radicalmente diversa (não só em etnia, gênero e sexualidade, como estamos mais habituados, mas também em idade).


É neste ponto que fica claro o tamanho do desafio que as empresas têm pela frente! Foi por isto que resolvi listar 5 passos simples que vão ajudar na gestão de equipes multigeracionais. Vamos lá?!


1. Para formar equipes multigeracionais, entenda onde está e aonde quer chegar


Ao iniciar qualquer atividade, muitas vezes, nos perguntamos por onde começar. Aqui, sugerimos que, antes de tudo, avalie o status da sua empresa. Afinal, como chegar a um ponto final sem conhecer o local de partida?


Logo, é básico providenciar um diagnóstico realista sobre o contexto atual de colaboradores, clientes e stakeholders no que diz respeito à diversidade e inclusão etária. Este será o insumo das etapas posteriores.


Feito isto, descubra que mercados e clientes a empresa pretende atender. Da mesma forma, identifique qual o quadro de pessoal que melhor atenderá a esta estratégia de negócios.


Em posse destes dados, alinhe a estratégia de negócios à de pessoas. A partir daí, é só identificar as oportunidades potenciais, traçar os objetivos de gestão de gente e partir para o abraço!


2. Compreenda as características de cada geração se deseja gerenciar equipes multigeracionais


Familiarize-se com a história e os traços de cada geração. Assim, conhecerá as forças e fraquezas delas, do mesmo modo que entenderá seus propósitos, visões, valores, motivações e experiências.


Este entendimento ajudará você a definir mais assertivamente as estratégias para melhor gerenciar as equipes multigeracionais. Por exemplo: numa área formal, com uma hierarquia mais rígida, é bem provável que um baby boomer tenha melhor performance que uma pessoa da geração Z.


Quer dizer, conheça cada geração e adeque tudo que for possível, como treinamentos, comunicação, benefícios, ações de clima e engajamento e demais. O intuito é ser assertivo, mirando na experiência do colaborador.


3. Imprima esforços consistentes e constantes ao gerir times multigeracionais


Estudos indicam os benefícios das equipes multigeracionais. Compartilhamento de variados níveis e tipos conhecimento, melhorias dos serviços aos clientes, inovação e aumento da capacidade de resolver problemas são apenas alguns deles.


Ocorre que estas vantagens são fruto de uma dedicação em favor da diversidade etária. Isto é, se não for dado ao tema o peso de um objetivo estratégico do negócio, os efeitos positivos, simplesmente, não virão.


4. Estimule um ambiente inclusivo para as equipes multigeracionais


Garantir a representatividade demográfica das diferentes gerações em uma organização é promover a diversidade. Uma vez que se alcance este estágio, é preciso avançar para o seguinte: a inclusão.


Incluir é dar oportunidades de desenvolvimento e promoção com igualdade. Se na sua empresa a idade ainda é uma questão na hora de escolher um líder para um novo projeto ou para reconhecer o bom desempenho, por exemplo, isto é sinal de que a inclusão está sendo negligenciada. 😉


É bom frisar que tratar a diversidade e a inclusão como objetivos estratégicos é aumentar o engajamento dos trabalhadores. E índices elevados de satisfação costumam render excelentes resultados financeiros para a companhia.


5. Promova o convívio dos times multigeracionais como uma estratégia de inovação


As experiências de vida dão às pessoas com mais de 50 anos uma aptidão enorme para inovar. Isto porque a inovação acontece a partir de um conjunto de ideias e vivências menos relevantes que, por sua vez, é o total de diversas outras ruins.


Como o que não falta nos maduros é vivência, provocar o convívio produtivo dos baby boomers com as demais gerações acaba sendo uma estratégia e tanta de inovação! Todas as gerações têm conhecimentos, habilidades, comportamentos, valores e energia que se completam e, certamente, o resultado será fantástico.


Em todo caso, as empresas nunca devem deixar de incentivar a interação entre os membros de suas equipes (sendo estas multigeracionais ou não). Afinal, o que adianta o esforço de montar times (diversos ou não) se, no dia-a-dia, a própria cultura empresarial não ajudar?


Se chegou aqui, percebeu que este é o momento de montar uma equipe multigeracional? Afinal, sua empresa também deve estar ávida por múltiplos conhecimentos, upgrades dos serviços aos clientes, inovação e mais qualidade na hora de solucionar problemas. Não?


Aqui na SeniorUp | O talento certo para a sua empresa crescer, temos ajudado empresas a montar equipes multigeracionais. Podemos ajudar a sua também! :D

31 visualizações
Contato

Hub Salvador, Av. da França, 393
Comércio, Salvador – Bahia
CEP 40010-000

Tel - +55 71 9 8301-5596

E-mail - ola@seniorup.com.br

VAMOS BATER UM PAPO?
Objetivo 4. Educação de Qualidade
Objetivo 8. Trabalho Decente e Crescimento Econômico
Objetivo 10. Redução da Desigualdades
  • LinkedIn
  • Facebook
  • Instagram

Orgulhosamente criado pelo  Estúdio 071