• MagnoliaOlimpia

Trabalho na terceira idade: conheça os 3 maiores problemas para conquistá-lo

Atualizado: Abr 16

A recolocação profissional é difícil para pessoas de todas as faixas etárias. São muitas as variáveis ligadas à conquista de uma vaga de trabalho, desde conjunturas econômica e política até o desenrolar natural da seleção. Se adicionar o filtro ‘idade', potencializará o desafio.


Apesar disso, pensar em estratégias para anular cada objeção encontrada durante a busca por oportunidades profissionais e ainda aumentar a atratividade é possível. Isto é o que o mercado de trabalho espera de todos - atitude inteligente, positiva e proativa.


Por isso, neste artigo, explicamos os 3 maiores problemas - relacionados a opiniões desfavoráveis concebidas prematuramente - para conquistar um trabalho na terceira idade, sugerindo também como superar cada um deles.





"Os profissionais maduros não são habilidosos com tecnologia"


Um dos mais populares estereótipos envolve os baby boomers, geração dos nascidas entre 1946 e 1964, que não encontraram os computadores quando ao planeta terra chegaram. Isto quer dizer que são imigrantes, e não nativos digitais.


Como estrangeiros no universo tecnológico, eles estão fazendo um grande esforço para sair do modo analógico de viver. Adotar o uso de smartphones, notebooks e redes sociais é uma transição que ocorre aos poucos.


Acontece que muitos já passaram por este processo de aprendizagem e estão integrados às tecnologias. Há, inclusive, os que se sobressaem neste quesito e são especialistas na área. Então, generalizar é enxergar todos como iguais e prejudicar aqueles que já avançaram.


Aos que já têm habilidade, mas enfrentam o preconceito, sugerimos que deixem evidências aos recrutadores sobre o quanto estão conectados. Ser ativo nas mídias sociais, construindo conteúdos relevantes, e participar de treinamentos on-line, os registrando em seus currículos, são boas provas.


Ademais, desenvolver hábitos como pagar contas pelo internet banking ou buscar respostas a questões cotidianas nos buscadores eletrônicos colaboram com o desenvolvimento do pensamento digital, muito importante no mundo empresarial hoje.


Aos que ainda estão em adequação, persistência e foco ajudam, mas buscar por apoio profissional acelera a aprendizagem. O quanto antes as mudanças acontecerem, mais rapidamente os resultados esperados podem chegar.


"Os seniores não quererem mais trabalhar"


É comum que relacionem as pessoas mais velhas à morosidade, inatividade e aposentadoria. Este pensamento está ligado à visão ultrapassada da velhice que aprendemos a ter: vovôs andando lentamente de bengala ou sentados numa cadeira de balanço.


O aumento da expectativa de vida e os avanços tecnológicos trazem tantas oportunidades que têm transformado o modo de viver das pessoas, inclusive das mais maduras. Elas estão ativas, produtivas e engajadas como nunca e, cada vez mais, almejam um trabalho na terceira idade.


Aqui, vale a pena salientar a importância da tecnologia para a imparcialidade dos processos seletivos. Quanto mais as empresas usarem a inteligência artificial para identificar os melhores talentos, baseando-se em competências, e não em características que não promovem a diversidade, a exemplo da idade, mais justas elas serão.


Para que possam tornar esta crença sem efeito, participem de eventos (profissionais ou não), façam voluntariado, voltem a estudar (cursos livres, línguas, faculdade), pratiquem esporte, enfim, façam tudo que sentem vontade e os coloquem em movimento.


"Pessoas mais velhas são resistentes a mudanças"


Pessoas resistem a mudanças por variados motivos. É possível que seja por insegurança, medo do novo, acomodação, ignorância, arrogância, comunicação falha, conflitos ou até mesmo opinião pessoal.


Veja que nenhuma das eventuais razões está condicionada exclusivamente à maturidade. Mesmo muito jovem, um indivíduo pode se revelar intransigente. Neste caso, inflexibilidade tem a ver com o modo de ver o mundo, pensar e agir.


Carol Dwek discute os modelos mentais e orienta como desenvolver uma mentalidade de crescimento no livro Mindset - A nova psicologia do sucesso. Este conteúdo conecta-se com quem deseja explorar todo seu potencial de progresso.


Depois, sempre haverá pessoas com oportunidades de melhorias a serem trabalhadas por gestores. As técnicas vão desde feedbacks até treinamentos. Por que seria diferente apenas com os profissionais na terceira idade?


Por fim, apesar das possibilidades citadas de vencer os empecilhos, sabemos que não é tarefa fácil conquistar um trabalho na terceira idade. Por isso, é imprescindível ser resiliente e evoluir continuamente.


Agora que você já conferiu os 3 maiores problemas para conquistar um trabalho na terceira idade e viu as sugestões de como contorná-los, aproveite para ler o artigo sobre como procurar emprego nos dias de hoje. É certo que será mais um conhecimento que fará a diferença para os próximos passos de sua carreira!



#SeniorUp #TalentosExperientes #TrabalhoNaTerceiraIdade

72 visualizações1 comentário
Contato

Hub Salvador, Av. da França, 393
Comércio, Salvador – Bahia
CEP 40010-000

Tel - +55 71 9 8301-5596

E-mail - ola@seniorup.com.br

VAMOS BATER UM PAPO?
Objetivo 4. Educação de Qualidade
Objetivo 8. Trabalho Decente e Crescimento Econômico
Objetivo 10. Redução da Desigualdades
  • LinkedIn
  • Facebook
  • Instagram

Orgulhosamente criado pelo  Estúdio 071